Miniguia pra subir o Monte Fuji (com vídeo)

Finalmente vim contar toooodas as dicas para você que está pensando em subir o Monte Fuji, no Japão!! Nós subimos no início de Setembro de 2015 que foi o finalzinho da temporada, pois depois do dia 15/09, mais ou menos, as trilhas são fechadas por causa do frio e da neve! Já o post foi atualizado em janeiro de 2018, então os preços e informações estão atualizadíssimas. Além disso, a seguir você vai encontrar detalhes da parte mais técnica da subida e algumas informações boas de como se virar na trilha! E mesmo quem não quiser subir, vai ter dica de como admirar o Monte Fuji à distância.
 

++ Descubra como ir do aeroporto de Tóquio até o centro economizando
++ Veja qual moeda levar para as suas férias no Japão

Mas antes de começarmos, não deixem de ver o Vlog da nossa subida ao Monte Fuji.

MONTE FUJI – LOCALIZAÇÃO


Com seus mais de 3.500 metros de altitude, o Monte Fuji é uma das montanhas mais altas do Japão. Ele fica perto da costa do Pacífico da ilha de Honshu, na divisa entre as províncias de Shizuoka e Yamanashi. Está a oeste de Tóquio e, em dias claros, até dá para observá-lo a partir da capital japonesa.

 QUANDO VISITAR O MONTE FUJI?


Primeiramente, se seu objetivo principal for subir o Monte Fuji, você deve planejar sua viagem pro Japão entre Julho e início de Setembro, que é quando as trilhas estão abertas ao público. Fora dessas datas é proibida a subida por conta do intenso frio e neve, ou seja, nada de se arriscar, gente!

São 4 trilhas disponíveis de subida, e a mais fácil geralmente fica aberta por mais alguns dias (foi a que eu fiz, óooooobvio). Nesse site você encontra as datas atualizadas da temporada.

Temporada 2019 de subida ao Monte Fuji:

Yoshida Trail (a mais fácil) – 1º de Julho a 10 de Setembro
Subashiri Trail – 10 de Julho a 10 de Setembro
Gotemba Trail – 10 de Julho a 10 de Setembro
Fujinomiya Trail – 10 de Julho a 10 de Setembro

subida-fuji

 MELHOR ÉPOCA PARA SUBIR


Nós optamos por subir bem no finalzinho da temporada por conta das multidões, e foi uma ótima escolha! Já ouvimos histórias de congestionamentos na subida do Monte Fuji: dizem que rola uma quantidade surreal de famílias (isso mesmo, crianças sobem o Fuji!) e idosos escalando o famoso Fuji-san. Em 2014 foram mais de 170 mil pessoas subindo o Fuji SOMENTE pela Yoshida Trail…então, né? A parada bomba!

Quanto mais no início da temporada, mais cheio! Eu adorei ter ido dia 10 de Setembro e recomendo.

Subindo o Monte Fuji
Trilha quase nas nuvens!

MONTE FUJI NO INVERNO


A temporada de escalada ao Monte Fuji é no verão e, mesmo assim, as temperaturas caem bastante a medida que o turista sobe. Por isso, no inverno nem é permitido fazer a escalada. As temperaturas ficam instáveis, é bem mais frio e, consequentemente, perigoso. Se for para o Japão no inverno, só rola curtir o Monte Fuji de longe, a partir de mirantes e pontos de observação. Existem várias opções em Tóquio mesmo, mas o dia deve estar claro para que consiga ver a montanha.

COMO CHEGAR NO MONTE FUJI


De Tóquio, há duas formas diferentes de ir de ônibus até o Monte Fuji: você pode pegar um busão até a estação Kawaguchiko, que é no centro da cidade (e de lá pegar outro bus) ou então pegar um diretão pra 5ª Estação, já no Monte Fuji. Os ônibus saem da estação Shinjuku de metrô e demoram 2h até Kawaguchiko ou 2:30h até a 5ª Estação.

Aí você pensa: Que buuuuuurra, Thaís, porque você pegaria dois ônibus se da pra ir direto? Acontece que nós, por exemplo, esticamos o final de semana inteiro na região do Fuji, por isso fomos até Kawaguchiko, deixamos nossa mochila maior no hostel e só então seguimos viagem para a base do Monte Fuji (que é a 5ª Estação). Sacou? Sacou? 🙂 

Mas se esse não for seu caso, reserve seu ônibus aqui com antecedência, e vá direto, que é muito mais prático!  

DICA: Gente, no Japão é muito comum as coisas lotarem, por isso é ALTAMENTE indicado reservar tudo MESMO! Vocês leram, são mais de 170 mil pessoas querendo ir pro mesmo local que você. Se não se programar, vai rodar!

 ALTURA DO MONTE FUJI E COMO É A SUBIDA


O Monte Fuji tem 3.776 metro de altura, portanto é preciso se preparar para a subida. Nos pontos mais altos, há quem se sinta mal com a altitude. Ainda assim, é uma aventura relativamente tranquila se comparada a subir outras montanhas famosas. O Everest (entre Nepal e China), por exemplo, está a mais de 8 mil metros. Já Kilimanjaro, na Tanzânia, fica a quase 6 mil metros.

++ Veja qual é a melhor Internet no Japão: roteador wifi ou chip?
++ Já sabe se
precisa de Seguro Viagem para o Japão??

Bom, vamos a parte prática da subida. Como já falei algumas vezes, o Monte Fuji é dividido em Estações. Os ônibus chegam até a 5ª estação, e a partir dali você segue a saga a pé. Nós subimos até a estação 8,5 e demoramos uma média de 6 horas até lá, mas isso é bem relativo do ritmo de cada um. Nós fomos bem tranquilos: nem super lerdos e nem no ritmo europeu (que parecem o Flash).

Trilha Monte Fuji Japão
a subida tem vistas assim <3

DORMIR OU NÃO DORMIR NO MONTE FUJI?


Antes eu era um pouco mais dramática e dizia: Gente, dormiiiiiiiiiir, sempre dormir!!!! Eu NUNCA teria conseguido subir as 7horas de trilha, assistir ao nascer do sol e ainda ter energia para descer mais 4h e depois ainda pegar o busão para o hostel ou pra Tóquio. Hoje já não acho que indispensável, mas sigo indicando o pernoite.

ATUALIZAÇÃO: É engraçado, pois quando escrevi esse post em 2015 eu realmente achei que não conseguiria fazer tudo em um dia só. Hoje eu faria com menos tempo a subida, mas mesmo assim acho que dormir torna sua experiência mais proveitosa!

Eu acho que enriquece muito a experiência dormir no Monte Fuji. Nós subimos até a 8,5ª Estação e ficamos em um hut.  Na madrugada no dia seguinte subimos mais 1h até a 9ª e última estação para ver o nascer do sol. É uma baita experiência e dá para ir mais devagar, curtindo o passeio.

Por do Sol Monte Fuji
olha essa luz maravilhosa

Não só essa é minha indicação como do próprio governo japonês dentro de suas regras de subida ao Monte Fuji. Corpo descansado consegue um desempenho muito melhor, e além de tudo você está ali para se divertir e admirar lindas paisagens, e não sofrer, não é mesmo?

ONDE DORMIR NO MONTE FUJI E O QUE SÃO HUTS


Existem diversos huts (acomodações tipo chalés ou acampamentos) espalhados em cada Estação do Monte Fuji. O que dormimos, na 8,5ª Estação, era o último. Ele é recomendado para quem tem força para fazer a subida quase toda de uma vez e quer acordar “mais tarde” no dia seguinte. Digo entre aspas porque acordamos às 3:00 a.m …rs Quem estava mais abaixo teve que acordar às 1:00, 1:30 a.m para continuar a trilha e ver o nascer do sol no topo. Confesso que eu estava BEM casada e teria ficado no hut da 8ª Estação, mas como tínhamos a reserva tive que dar uma forçada. Para reservar o hut que ficamos clique aqui.

QUALQUER UM CONSEGUE SUBIR O MONTE FUJI?


Como já disse, muuuitas crianças e idosos sobem o Monte Fuji anualmente, então teoricamente qualquer um consegue subir, sim. Eu achei puxado, mas nada absurdo. Na verdade, achei a subida relativamente tranquila, mas a descida foi de lascar! Era muito íngreme e cheia de pedras soltas, o que forçava pra caramba os joelhos.

 
Fiquei com medo de ir? Fiquei muito..
Pensei em desistir várias vezes até chegar o dia? Milhões!!!
Me arrependo de ter subido? Nunca! Foi uma das experiências mais incríveis da minha vida, não só pelas paisagens, mas pela conquista de ter ultrapassado meus limites e me jogado em uma aventura inesquecível!

Mapa Yoshida Trail Fuji
Mapa da Trilha Yoshida que usávamos para nos orientar por lá.

QUE ROUPAS USAR E O QUE LEVAR NO MONTE FUJI


Prepare-se pro frio! Mesmo sendo verão no país, você vai estar a mais de 2 mil metros de altitude e lá em cima faz frio. Apesar os huts terem algum aquecimento eu não achei suficiente. Leve calça térmica para dormir e usar na parte da manhã. Luvas, toca e cachecol também são indispensáveis para subir o Monte Fuji! Eu não usei bastões de trekking e me arrependo muito, pois a descida teria sido mil vezes mais fácil.

Descida Monte Fuji Japão

Na mochila leve uns 3L de água por pessoa e lanchinhos! Em cada estação da pra comprar água e umas besteiras, mas quão mais pra cima mais caro, né? Ah! Não deixe de pegar seu hut com jantar, foi a melhor escolha ter uma refeição completa quentinha quando chegamos!

SEGURO VIAGEM COM 10% DE DESCONTO

Aqui no blog nós indicamos a Real Seguros como a melhor comparadora de seguros e com o preço imbatível! Eles tem um atendimento de primeira e vão estar ali pra te ajudar em qualquer situação. Comprando aqui nesse link você ganha 10% de desconto! automaticamente.

PRECISO DE SEGURO VIAGEM ESPECIAL?


Não é bem especial, mas precisa de um Seguro Viagem que cubra esportes de aventura. Existem vária opções e você pode fazer um comparativo da que se adequa mais ao seu perfil no site da Real Seguros, parceiro aqui do blog. Basta colocar seu destino e informações básicas para ele apresentar vários orçamentos com um só clique. Encontramos alternativas para dez dias de viagem pela Ásia por menos de R$100. 

A subida ao Monte Fuji cansa, mas é relativamente tranquila, como já falei. A questão é que todo mundo está suscetível a um acidente, seja atravessando a rua, seja escalando uma montanha no Japão, rs. É mais um questão de ficar tranquilo e estar protegido diante de algum imprevisto não só durante a aventura, mas na viagem como um todo mesmo.

Para não viajar desprotegido, aproveite 10% DE DESCONTO no seguro só por esse link aqui. Porque eu cuido de vocês 🙂

MELHOR CIDADE PARA VER O MONTE FUJI


Mesmo depois de todo este post, acha que subir o Monte Fuji não é pra você? Tudo bem também, afinal férias é pra gente ser feliz e sentir-se bem. Por isso também tem dicas para quem quer apreciar o Monte Fuji de longe, quentinho e sem horas de subida.

Até Tóquio tem vista para a montanha, mas o turista precisa ter sorte de pegar dias claros e, mesmo assim, ele estará um tanto afastado. O melhor mesmo é ir para as cidades mais próximas para curtir – e fotografar muito – o cenário: as principais são Kawaguchiko e Hakone.

Monte Fuji Kawaguchiko
Vista do Monte Fuji e do lago Kawaguchiko | shutterstock – simpletun

A Agência HIS turismo, parceira aqui do blog, tem vários tours para estes locais. Há inclusive opções que levam até a 5ª estação, onde começa a trilha para a subida. Dá para ter uma ideia de como é a aventura e observar o vaivém de gente prestes a escalar.

Outro ponto alto de fechar com eles é que já dá para ir com tudo resolvido aqui do Brasil, com direito a atendimento em português. Isso facilita a vida já que no Japão as pessoas mal falam inglês. E já adianto que leitor do blog tem aquele descontinho bacana. Peça cotação e mais informações pelo formulário sem compromisso 🙂

Faça aqui a cotação com a agência H.I.S e garanta nosso desconto especial! Basta preencher o formulário abaixo:

Ah, quase esqueci: outro lugar com vista incrível para o Monte Fuji é o parque radical de montanhas russas Fuji Q Highland. As His também vende ingressos ( a partir de USD 77) além de traslados de ônibus até lá e, sério, para quem curte emoção o parque é imperdível.

CURIOSIDADES SOBRE O MONTE FUJI


Sabia que o Monte Fuji na verdade é um vulcão ativo? Mas não precisa se assustar, ele já está adormecido há mais de 3 séculos e a última erupção foi no século 18, rs. Contudo ele foi e continua sendo um dos grandes símbolos naturais do Japão e até ostenta o título de Patrimônio da Unesco.

Justamente por isso, numa viagem ao país, é quase impossível não reservar um tempinho para admirar a formação. E indico a subida, é uma experiência de viagem pra vida toda, sabe? Força, foco e fé para ver o sol nascer do alto do Monte Fuji! Vale a pena.

Tem alguma dica ou dúvida ainda sobre essa subida incrível?? Comenta aí!!

 LEIA MAIS

16 Comentários

  1. Oi Thais, tudo bem? Vc tem alguma dica de como fazer um planejamento?
    Pq é super legal pegar as dicas, onde ir, quando ir, etc…
    Mas um planejamento com dias, passeios, valores. Você tem algo? 🙂

    • Oi Priscila, esse texto fala exatamente de planejamento. Todiiiinho 🙂
      Mas se você quiser fechar um passeio, peça a cotação pelo formulário da HIS que também está nesse post. Eles vão te passar os preços atuais com desconto do blog.
      Boa viagem!

  2. Oi Thais vou subir mt Fuji em julho qual a linha de ônibus que sai de shinjuku e vai até a 5 estação? Q horas vcs saíram de shinjuku e que horas começaram a subida é chegaram na 8,5 estação? Quantos km da estação 8 para 8,5?
    Obrigada Thayane

    • Oi Thayane,
      nossa, não lembro quantos kms. Nós subimos por volta de 13:00 porque íamos dormir lá em cima. Quem quer fazer bate e volta tem que começar de manhã cedo. O link do ônibus está aqui no post 😉
      Beijão e boa subida!

  3. Thaís, sei que vc disse que faria um post pra falar sobre as roupas próprias para essa aventura. Tem ideia de quando fará isso ou pode dar umas dicas por aqui? Irei para o Japão em agosto e, certamente, faremos a subida ao Monte Fuji. Bjs e obrigada

  4. Menina, acabei de voltar do Japao e acredita que cometi a loucura de subir o Fuji durante a madrugada, sem dormir! Comecei as 19h30 e cheguei no topo as 4h15 da manha, fazendo uma pausa de 2h. Quase morri congelada e pensei em desistir 2x, mas segui! La no topo nao aguentei ficar nem meia hora tamanho vento gelado, e mais 4h pra descer! :O E lendo agora seu post sobre a necessidade de DORMIR rsrs…realmente faz toda diferenca!

    • Meninaaaa, é muita coragem! Faz toda diferença mesmo dormir, e eu queria ter ido mais agasalhada para o amanhecer, também quase não consegui ficar lá em cima, queria ter tirado mais fotos! Mas mesmo sendo pesado vale muito a pena, né?

  5. Thaís, tenho uma dúvida: é necessário levar saco de dormir para as huts ou eles oferecem camas? Grato pelas informações!!!

  6. Oi Thais,
    Super prazer te conhecer e que bacana encontrar este post – eu subi o monte Fuji em 2008! Fui na 2ª semana após a abertura das trilhas, em julho, e tava lotado! Tinha até cachorro subindo (obviamente mais rápido que eu).
    beijão,
    Deb

    • hahhahaha Deb! Não vi nenhum bicho subindo não, estava bem tranquilo.
      Então é real mesmo que no início da trilha bomba muito, né?
      Super obrigada por vir contar sua experiência! 🙂
      Beijão

    • Oi Marcelo,
      para subir o Fuji não se paga nada!!
      Mas para dormir no hut sim, e quanto mais alto, mais caro. Nós ficamos no mais alto de todos, na 8,5 estação e foi 8.500 yens por pessoa, com jantar e café da manhã.
      Sem refeição fica 6.500, mas eu achei que valeu a pena e ter uma comidinha quentinha no final da subida!
      Beijão