O que fazer em Milão em 1 dia

Eu amei a Itália, mas tenho uma confissão a fazer: não gostei muito de Milão. Não sei se foi a época que fui (verão) ou se sou muito exigente em termos de entretenimento. Achei a cidade com poucas opções de atrações, dentre outras coisas. Por outro lado, a Thelma que colabora aqui no blog, acha a cidade charmosa mesmo que pequena em termos de atrações turísticas. Diz que “podem até ser poucos, mas são bons lugares para conhecer”, rs. A graça de viajar é isso, cada um tem uma percepção e vai gostar mais ou menos de determinados lugares. O legal é ir, sem pré-conceitos, e tirar suas próprias conclusões. E neste post, reunimos um roteiro do que fazer em Milão em 1 dia.

++ Confira as regras de mala para viajar de low cost na Europa
++ Descubra se 
seguro viagem na Europa é obrigatório

Galeria Vittorio Emanuelle II em Milão
Galeria Vittorio Emanuelle II

PRIMEIRAS IMPRESSÕES DE MILÃO


Quando estava organizando meu mochilão em 2010, quis muito incluir Milão por sua fama de “capital da moda”. Como eu fazia Design na época, fiquei encantada com a ideia de conhecer um dos maiores centros de moda do mundo, ver várias pessoas chiques e bem vestidas vivendo lá, e coisas do tipo. Quando cheguei na cidade: zero, nada. Decepção.
Primeiramente, achei Milão suja.

Quando eu voltava para o hotel minha canela estava preta de poeira até a metade. Sem brincadeira, glamour zero. As lojas eram todas caríssimas, sem a mínima possibilidade de comprar algo fora de uma H&M da vida.

Além de tudo, tive muita dificuldade em me comunicar. Falo inglês e espanhol e praticamente ninguém falava inglês. Não vou criticar muito esse aspecto, pois o Rio de Janeiro, por exemplo, é uma cidade turística e nem 10% dos garçons falam inglês… então fica complicado exigir isso de todos os lugares que viajamos, não é? Mas, de verdade, foi único local na Europa que me deparei com esse problema.

++ Se for para Londres, vá visitar os Estúdios de Harry Potter
++ Descubra as diferenças entre viajar de trem e avião na Europa

Castelo Sforzesco em MIlão
Castelo Sforzesco.

Você deve estar pensando que não sou a melhor pessoa para te falar o que fazer em Milão,  já que não gosto, não é?

Pense assim:  essas são dicas de alguém que não gosta da cidade, que não vai injetar entusiasmo em lugares sem graça. Vou listar o que realmente acho que vale a pena fazer em Milão, o que me agradou na cidade. Apesar de todos os apesares, Milão tem sua beleza, sim!

O QUE FAZER EM MILÃO EM UM DIA


Então, gente, um dia é suficiente para conhecer as principais atrações da cidade italiana. E sem correria, viu? Mas uma dica essencial é comprar ingressos de atrações mais populares, como o Duomo, com antecedência. Assim, nem pegará filas, ou elas serão bem menores que as regulares.

Duomo


Esse é inegavelmente gracioso. Considerada a maior catedral gótica do mundo, ele impressiona nos detalhes e na imponência que possui. Vá de calça jeans se quiser visitar o interior. A bonita aqui estava de short (o calor estava insuportável) e não pode entrar. Isso vale na verdade para todas as igrejas, eles nunca deixam entrar de short ou decote. Tem que ir comportadinho. #ficadica

A Thelma entrou e contou que o lugar é bem bonito, cheio de vitrais e obras de arte. De quebra, dá para subir ao topo da construção e observar toda a cidade.

Duomo em Milão
Duomo e seus pombos

Já que não pude entrar, fiquei ali na praça admirando sua beleza e lutando para nenhum pombo pousar na minha cabeça. Não esqueça de comprar o ingresso online para evitar filas!

SEGURO VIAGEM COM 10% DE DESCONTO

Aqui no blog nós indicamos a Real Seguros como a melhor comparadora de seguros e com o preço imbatível! Eles tem um atendimento de primeira e vão estar ali pra te ajudar em qualquer situação. Comprando aqui nesse link você ganha 10% de desconto! automaticamente.

Galeria Vittorio Emanuelle II


Logo do lado esquerdo, na mesma praça, tem a Galeria Vittorio Emanuelle II. Muito bonita. Lá eu encontrei o “glamour” que esperava ter em toda a cidade, sabe? Mas como ela é bem pequenina não durou muito… 

Fachada da Galeria Vittorio Emanuelle II em Milão
Fachada da Galeria Vittorio Emanuelle II.

Em seu interior há várias lojas mega chics (e caras) e alguns restaurantes, mais caros ainda. É um passeio realmente para observar e conhecer, basicamente, mas não pode estar fora da lista do que fazer em Milão.

Teto da Galeria Vittorio Emanuelle em Milão
Cúpulas bem trabalhadas.

Para chegar na praça Duomo, onde se encontram esses dois pontos, basta sair na estação “Duomo” no metrô, linha amarela e vermelha.
 

Interior da Galeria Vittorio Emanuelle
Interior da Galeria

Teatro alla Scalla


Atravessando a Galeria Vittorio Emanuele, você chega no Teatro Scalla, aberto desde 1778. Foi palco de estreias como Otello e Aida e peças de Bellini. Não tenho fotos do local, pois não entrei, mas se você procurar no google, da pra ver que é bem bonito por dentro. O Teatro é aberto para visitação e rolam tours guiados praticamente todos os dias. Ele dura uns minutos, custa 25 euros e dá para ver vários detalhes além do ambiente principal, onde está o palco. Está tudo bem explicadinho no site oficial.

Castelo Sforzesco


Esse castelo eu achei gracinha. Está rodeado pelos jardins do Parco Sempione, e em seu interior você pode encontrar alguns museus como de Arte Antiga e Museu Egípcio.
A entrada é gratuita para todas as áreas do castelo, exceto para os museus que custam 5 euros.

Castelo Sforzesco, em Milão
Castelo Sforzesco.

Via Dante


Em parte dessa rua não passam carros, e muitos restaurante ali situados colocam mesas bem no meio. Indicaria uma pausa para almoço em um restaurante que te agrade. Já li que essa rua é aquela “pega turistas” que toda cidade tem, sabe? Aquelas com preços mais altos do que a comida merece. Mas sinceramente não achei caro e comi bem. Continuo indicando comer por ali pois você só tem 1 dia em Milão e é interessante almoçar vendo o povo local passar, ver o movimento. Melhor do que se enclausurar em um restaurante fechado!

Arco della Pace


Depois do seu almoço, está acabando o que fazer em Milão. Volte para a área do castelo, pois atrás dele estão os Jardins Parco Sempione, como já dito, e um monumento chamado Arco della Pace. O monumento em si não é nada demais, parece um mini Arco do Triunfo, mas indicaria comprar um gelato de sobremesa (huuuum, gelato!) e ir caminhando com calma pelos jardins. Deite um pouco na grama para descansar, como um europeu de verdade faria, e curta o lado bom de uma cidade com poucos pontos turísticos: tranquilidade para relaxar as pernas!

Arco della Pace em Milão
Arco della Pace.

Ali próximo também está o Triennale Design Musuem. Para quem curte o tema, vale a pena dar uma esticada, pois tem umas peças interessantes. Os ingressos custam no geral 8 euros, e €6,50 para menores de 26 anos!

Bairro Navigli


O bairro em si é normal. O que nos interessa aqui são os inúmeros bares e boates na beira do canal. Essa foi a parte que mais gostei em Milão: ir pra ali à noite, tomar uma cerveja naquele calor, bater papo. Ele fica iluminado, bem bonito.

O que fazer em Milão - Canal com bares no Bairro Navigli
Canal cheio de barzinhos no Bairro Navigli.


 
Vai dizer que não é uma graça? Se você senta e pede uma cerveja, eles te dão uma cestinha com um aperitivo, geralmente umas batatinhas. É de graça, pode comer! Tem muitos lugares na Europa, como Lisboa, que os garçons saem colocando coisas na sua mesa sem você pedir, aí você come e depois descobre que é tudo pago! Aqui pode comer sem medo!!

Dica: não sei se é só em Milão, mas eles tem um Happy Hour diferente do nosso no Brasil, que tem que entrar na lista do que fazer em Milão. Lá você paga um valor fixo e tem um buffet com aperitivos e belisquetes para você comer à vontade e só paga a bebida por fora. É uma opção legal se você chegar com fome após todos esses passeios. Entre nos bares e procure por uma plaquinha com o preço e o horário que o Happy Hour acaba. Você pode dar uma rodada por ali, ver qual preço e quais pratos te agradam mais e escolher um! (Geralmente começa às 18:00)

 

QUANTO TEMPO FICAR EM MILÃO


Na minha opinião , não inclua mais de 24h do seu roteiro na cidade. Um dia é mais que suficiente se a ideia for ter uma geral dos principais pontos turísticos. Aí, se você é como eu que adora passear TODOS os dias, vai querer se matar de estar perdendo tempo em um lugar mais ou menos (desculpas aos amantes de Milão, mas essa é apenas minha humilde opinião mesmo). Para fechar, já indico chegar na Itália com internet para poder usar Waze ou Google Maps, além de postar tudo, é claro. Leitor do blog tem desconto ao comprar o chip da EasySim4u, nosso parceiro. De quebra, ainda ajuda a manter o Guia Mundo Afora. <3

Espero que tenham curtido as dicas de o que fazer em Milão de uma não-fã  🙂 e se tiver outras dicas, compartilhe comigo nos comentários

LEIA MAIS

12 Comentários

  1. Olá. Gostei muito da publicação e achei bem legal sua sinceridade quanto as espectativas e realidades. Hehehehe.
    Vou no final de dezembro (26/12 a 4/01) pra Itália com a minha namorada e gostaria de algumas dicas de lugares legais. Vamos pra Milão, pq tenho muita vontade de conhecer o Duomo, e pra Roma pq além do coliseu, lá tbm será ponto de partida pra Grécia.
    Estávamos pensando em ir descendo de Milão pra Roma de carro ou trem. O que vc recomendaria? E quais cidades vc recomendaria pra visitar no caminho?

    • Oi Paulo,
      sim, fui bem realista…rsrs Não sei se mudaria de opinião hoje, já tem muitos anos que não vou para lá. Às vezes você pode ter uma percepção diferente: )
      Na Itália eu nunca viajei de carro, só de trem, e eu gosto muito.
      Visirei Florença, Veneza, Roma, Pisa e Milão. Acho que seria uma viagem de carro bem incrível, parando por Florença, Bolonha, Arezzo… Da uma pesquisada nesses destinos!
      Beijão e boa viagem!

  2. oi thais , sou a Cristina , moro em LONDON A 15 anos, fui com meu marido passar 6 dias em milao, agora em no dia 26 de julho e voltamos dia 2 de agosto, estava muito calor insuportavel e nao gostei , o hotel que ficamos era aqueles BB E O CAFE da manha horrivel, o colchao afundava com a gente levantava mas casanda e com muita dor nas costas, fomos reclamar p o gerente, ele foi muito arrogante e disse que se nao estive gostando q nos podia procurar outro, e pagamos oliane, ele trocou mas nao mudou nada e tivemos que aguente esta porgaria do colchao mole, nao recomento o Hotel e o euro in e fica perto da estacao de rivoreto na M1 linha vermelha

  3. Vou fazer Milão, Veneza, Florença, Siena, Roma, Nápoles, Pompeia, Capri e Sorrento! 🙂
    Vou definir o roteiro e se tiver alguma dúvida mando uma mensagem por aqui ou no Instagram, ok?! Se precisar tb posso te ajudar com o leste Europeu.. onde conheço mais lugares como: Hungria, Eslováquia, República Tcheca, Polônia e até mesmo Áustria! Pode me chamar no direct do Instagram.. 😉
    Beijos

  4. Thais
    Fica tranquila.. você é completamente normal por não gostar de um destino europeu! Eu não gostei de Paris.. ahahaha.. mas foi só na primeira vez que estive lá! Acho que estava com minha família e isso tira um pouco nossa liberdade de fazer o que realmente gostamos. Já minha segunda vez na cidade foi incrível.. conheci Paris do jeito que queria e amei! Fiz um roteiro super diferente unindo o roteiro da Semana de Design de Paris e depois um site de arquitetura, o que me possibilitou conhecer lugares e uma arquitetura que poucos conhecem na cidade. (Sou arquiteta..)
    Agora meu próximo destino é a Itália (abril), por isso estou lendo seus post.
    Já desci no aeroporto de Milão.. quando minha irmã ainda morava na Hungria (..amo o leste), mas agora vou para ficar, minha viagem começa por lá e termina no sul.
    Assim como você.. minha irmã disse a mesma coisa – não perca tempo em Milão! 🙂
    Beijos

    • Oi Gisela,
      eu adoro ouvir isso, pois várias pessoas me criticam. Na verdade ninguém olha torto quando digo que não curto Milão, mas quando digo que ODEIO Roma. hahahahah (pode me olhar torto tbm!)
      E concordo com você sobre q questão da situação da viagem. Eu fui a Roma entre natal e ano novo e estava cheio demais. Não consegui nem ver a Fontana de Trevi.. aí fica difícil. Quem sabe um dia eu dou outra chance, igual você deu a Paris!
      Onde você pretende ir na Itália? Eu recomendo MUITO Florença e amei demais Veneza também. Pena que quando fui nesses lugares ainda não tinha blog, e acabou que os posts nnao ficaram tão profundos quanto eu faço hoje, e tem mil destinos que nem escrevi.
      Mas se quiser alguma dica mais pontual eu te dou 🙂 Conheço Florença, Veneza, Milão e Pisa na Itália
      Beijão

  5. A primeira pessoa que vejo falar mal de Milão!
    Não conheço a cidade, só o aeroporto, mas confesso que tenho que passar por lá nem que seja por um dia. Eu gostei muito das cidades que conheci na Itália mas não vou mentir que nunca achei os italianos pessoas muito simpáticas (todas as vezes que estive na Itália fui vítima ou assisti alguma grosseria hehe).

    • Oi Gabi,
      não gostei..rs
      Amei outras cidades, mas Milão e Roma para mim, nunca mais!
      Pode brigar, tenho amigos que querem me matar por não gostar de Roma também, mas sei lá…achei tudo muito chato!

      Acho válido se estiver perto passar um dia para formar sua opinião, vai que você ama, né? E sem dúvidas o Duomo é muito lindo, então não será uma viagem perdida!

      Beijão