10 perguntas e respostas sobre viajar para Ásia

Não há dúvidas de que a Ásia tem se tornado uma das regiões do mundo mais cobiçadas por muitos viajantes, inclusive por nós, brasileiros. Tá certo que a passagem pra lá não costuma ser das mais baratas, mas quando o assunto é gastar com alimentação, hotel e passeios, seus dólares ou euros viram verdadeiras fortunas nas moedas locais! No final de 2015, na minha viagem pelo mundo afora (Oi, eu sou o Amilton!) conheci 4 países asiáticos: Tailândia, Laos, Vietnã e Camboja e vou dar uma de guia com 10 perguntas e respostas práticas para você planejar sua viagem por esses e outros lugares paradisíacos, confira a seguir!
 
 
Voar para ásia
 
 

1. COMO COMPRAR PASSAGENS AÉREAS PARA ÁSIA?

Um voo, digamos, barato, para qualquer país da Ásia costuma sair por cerca de R$3.000 reais (isso já incluindo as taxas), o legal é ficar de olho nas promoções dos sites Melhores Destinos, Passagens Imperdíveis e criar alertas no Skyscanner. São cerca de 24 horas de viagem e não existe um voo direto do Brasil pra lá (uma boa estratégia é fazer stop over em alguma das paradas na rota), muita gente acaba parando por uns dias em Dubai, Abu Dhabi ou em países da Europa, o que eu recomendo fortemente.
Há muitas companhias aéreas que fazem voos com destinos finais na Tailândia, China, Indonésia, Malásia, Cingapura, Japão e Austrália. Quanto antes você planejar a viagem melhor, mas costumam aparecer promoções com poucos meses de antecedência, o ideal é ficar de olho para escolher o momento certo da compra.
 
Foto 3
 
2. QUANTOS DIAS FICAR NA ÁSIA?

Essa é uma questão bem pessoal, mas eu não iria para a Ásia e ficaria menos do que 15 dias, afinal são uma infinidade de lugares, praias e passeios para se fazer, sem contar o cansativo deslocamento do vôo que te leva até lá. Com esse tempo, eu ficaria:

  • 5 noites em Bangkok;
  • 7 noites nas praias de Phi Phi, Krabi, Railay Beach e Phuket;
  • terminando com mais 3 noites na interessantíssima Chiang Mai, lá no norte do país.

 
Tendo mais tempo, recomendo também:

  • 3 noites em Hanói, no Vietnã;
  • 4 noites em Siem Reap, no Camboja;
  • mais 4 noites em Luang Prabang, no Laos.

Tudo depende do que você busca conhecer. Isso foi mais ou menos o que fiz na minha viagem e posso dizer que fiquei muito feliz com essa divisão do tempo, deu pra experimentar bastante do velho mundo.
 
Moeda na Ásia
 

3. QUAL MOEDA LEVAR PARA ÁSIA?

Então, não vi nenhum país asiático aceitando reais. Por lá é mais comum cambiar dólares ou euros e outras moedas dos próprios países asiáticos. A boa notícia é que a conversão, seja do euro ou do dólar é muito boa, rende uma quantia razoável de moeda local e em alguns casos nem necessita de câmbio (por exemplo, no Camboja a moeda deles é tão desvalorizada que os preços de tudo já são dados em dólares americanos).
Levei apenas dinheiro em espécie e reservei 50 dólares por dia para alimentação, passeios e hotéis e posso dizer que foi suficiente (mas sou viajante no nível quase mochileiro, sem muito luxo, mas com alguma dignidade). Fiquei em quartos com ar condicionado, fiz pelo menos 3 refeições por dia e andei em elefante, fiz mergulho de cilindro, conheci todas as praias que queria e comi comida local e culinária internacional, fui exageradamente feliz!
 
vistos na Ásia
 
4. E OS VISTOS NA ÁSIA?
Começando pela Tailândia: brasileiros não precisam de visto, apenas do Certificado Internacional de Vacinação, maiores informações de como obtê-lo estão aqui.
Já no Vietnã a coisa é um pouco mais complicada, pois além de pagar uma taxa no aeroporto, é preciso ter uma carta de aprovação, que deve ser obtida antes mesmo da viagem com o consulado vietnamita de São Paulo ou até mesmo por agências que oferecem o serviço na internet (sem essa cartinha você nem embarca no avião para o país). Já em solo vietnamita, para obter o visto são necessárias mais 2 fotos 5×7 ou 3×4 e uma taxinha de 45 dólares, caso a sua entrada no país seja única, sendo que a taxa é paga em dólares mesmo, inclusive eles devolvem troco (também em dólares).
No Laos, o processo é simples: basta preencher um formulário fornecido no avião e preencher outro papel disponível nos balcões que ficam na sala da imigração. Eles ainda vão te pedir o seu passaporte e uma foto 5×7 ou 3×4 (eles aceitam qualquer uma das duas). A taxa do visto é 30 dólares e quem não tem foto paga 1 dólar a mais, como uma espécie de “multa”. O processo de entrada no Camboja é idêntico ao do Laos, sendo o valor da taxa exatamente o mesmo. A entrada por meio terrestre funciona de maneira bem parecida, só deve-se tomar cuidado com os “malandrinhos” que ficam tentando fazer os turistas pagar taxas extras fora das zonas de imigração a título de comissão por “ajuda”, portanto tenha cuidado.
 
Chatuchak - Compras na Ásia
 
viagem-com-thais-posts

Lembrando que se você fizer sua reserva através dos links parceiros encontrados no blog, ganhamos uma pequena comissão, E VOCÊ NÃO PAGA MAIS POR ISSO, mas super me ajuda a continuar postando conteúdo GRÁTIS!

 
 
5. O QUE LEVAR PARA ÁSIA? O QUE TRAZER DE LÁ?
Sei que esse tópico é bem pessoal, mas se eu pudesse te dar uma dica bem valiosa seria: vá com o mínimo de bagagem! Lave e reutilize roupas, evite carregar coisas desnecessárias, pense que serão vários deslocamentos e carregar pouco peso vai facilitar sua vida. É essencial levar um kit com remédios básicos (principalmente para diarreia e intoxicações alimentares, enjoo, anti-inflamatório, antibiótico, dor de cabeça e o que mais você tiver o hábito de tomar), roupas leves, pois na Ásia faz calor praticamente o ano inteiro e em todos os países.
Separe também um par de tênis confortável, ainda que a maioria dos turistas ande por toda parte de chinelo mesmo. Repelente também é algo recomendado inclusive pela Anvisa, já que mosquitos diversos podem ser encontrados com muita facilidade. Protetor solar e um bonezinho ou chapéu completam a lista. Muita gente pergunta se os países asiáticos são bons para compras e o que posso dizer é que para roupas, souvenirs e itens domésticos, como objetos de decoração pode-se ter ótimas ofertas. Produtos de beleza e perfumes também tem preços interessantes, já eletrônicos não achei lá aquelas coisas, mas é bacana lembrar que só conheci Tailândia, Vietnã, Laos e Camboja, pode ser que em outros a coisa seja diferente.
 
Tiger Kingdom
 
6. QUAIS TRAÇÕES IMPERDÍVEIS NA ÁSIA?
Vamos dividir por países. Na Tailândia eu adorei caminhar pela Khao San Road, conhecer o mercado Chatuchak, o Asiatique, Floating Market, Sea Life, Sirocco Sky Bar, o templo Wat Pho, as ilhas de Koh Phi Phi, Koh Samui, Koh Tao, a praia de Maya Bay, cuidar de elefantes, entrar nas jaulas com tigres, conhecer as mulheres girafas, ver um panda ao vivo, dentre outros.
No Vietnã fiquei impressionado com o trânsito e com Halong Bay, a comida de rua também é impressionante! Já no Laos, foi muito legal visitar o Buddha Park, as cachoeiras esverdeadas e também ver o ritual de mendicância dos monges. Por fim, no Camboja não tem como não ficar impressionado com as belezas do complexo Angkor Wat e com o espírito negociador do povo local. Nos quatro países eu adorava fazer massagem, seja em lugares mais requintados ou mais simples, era um maravilhoso alívio depois de dias cheios de passeios.
 
Maya Bay na Tailándia, Ásia
 
7. E AS PRAIAS DE ÁSIA? E AS BALADAS?
Bem, as praias asiáticas estão entre as mais belas do mundo e você não pode deixar de conhecê-las. Na Tailândia tive o privilégio de conhecer Maya Bay, que ficou famosa depois do filme “A Praia” e posso dizer que ela é linda mesmo, mas lotada de turistas. As praias de Monkey Beach, Loh Dalam Bay e Bamboo Island ficam na região de Koh Phi Phi. Em Krabi, Hong Islands e Paradise Islands são verdadeiros paraísos, todos igual aos cenários de filme.
praias na Ásia
 
em Koh Tao, a ilhota de Ko Nang Yuan rouba toda a atenção de quem viaja até lá principalmente pelas ótimas ofertas de cursos de mergulho. Pra finalizar, Koh Samui é uma badalada ilha que tem até aeroporto, regada com muitos resorts, festas e excelente infra estrutura. E como se não bastasse as praias tailandesas tem água morna e praticamente sem ondas, verdadeiras piscinas ideais para a prática de snorkel ou simplesmente para ver passar o tempo, no melhor estilo sombra e água fresca. O povo de lá também é bastante festeiro, as noites fervem!
Foto 9
 
Em Bangkok, os roftops e baladas estão por toda parte, nas ilhas sempre tem bares com música, show de fogos e muita, mas muita bebedeira nos famosos baldinhos. Em Siem Reap, tem uma rua chamada Pub Street cheia de baladas e festança, já no Vietnã o povo se aglomera pelas ruas para comer, beber e conversar até tarde. É pura diversão…
 
 
Religião na Ásia
 
8. E A ESPIRITUALIDADE ASIÁTICA?
Não são poucos os viajantes que vão até países asiáticos atrás de aprender mais sobre espiritualidade ou se encontrar consigo mesmo. Quase todos os habitantes são budistas, sendo que há templos para oração por toda parte. Fiquei bastante tocado de ver como os monges trabalham para cuidar dos seus templos, fazendo ornamentos e rituais com mantras e sons, eles também tocam alguns instrumentos.
Como quem se dedica exclusivamente a religião não pode trabalhar formalmente, fiquei emocionado ao ver a ronda das almas no Laos, país com maior tradição budista, onde os monges peregrinam pelas ruas logo cedo em busca de doações de comida. Ainda tive o prazer de presenciar a festa das luzes, quando celebram o final do período das chuvas, com muitas luzes, ornamentos e festividades, foi incrível! Entendi que budismo é uma religião voltada para dentro, onde as pessoas buscam em si mesmas a sabedoria e adotam o Buda como um exemplo daquilo que qualquer um pode ser.
Mercado na Ásia
 
9. AS PESSOAS FALAM INGLÊS NA ÁSIA?
Sim, o inglês é muito difundido e falado por praticamente todos que lidam com o turismo. Fiquei particularmente impressionado no Camboja, onde até mesmo as crianças sabiam falar inglês e tentavam negociar lembrancinhas das mais várias maneiras. Não estive em nenhum grupo que fosse guiado em espanhol, mas vi alguns tours com grupos maiores ou privativos que tivessem guias “hablando” aquela língua.
 
Galera na Ásia
 
 
10. VALE A PENA VOLTAR À ÁSIA?
Definitivamente! Ainda tem muitos lugares que eu gostaria de conhecer na Ásia como China, Cingapura, Indonésia e Malásia. A impressão que tive foi que o povo asiático, em sua maioria, é educado, simpático e muito, mas muito trabalhador mesmo. Além disso, achei tudo limpo, desenvolvido (o transporte público simplesmente funciona) e organizado, fiquei sonhando que o Brasil fosse daquele jeito, viu? E no quesito segurança, é claro que não se deve dar bobeira, mas quase não vi mendigos nem pessoas com potencial criminoso, achei tudo no geral bastante seguro.
 

E para quem quiser saber mais dicas e informações da Ásia e de outros destinos incríveis, acesse meu site: www.turisteiro.com,

curta a página no facebook e me siga no instagram! 

 
 
Portanto se estiver pensando na sua próxima viagem de férias, vá para a Ásia! Certamente você também ficará impressionado com tamanha diversidade, uma fascinante cultura, religiosidade, praias maravilhosas, montanhas, interação com animais, rica gastronomia e intensa vida noturna. Um continente inteiro de pura alegria pra se apreciar sem nenhuma moderação.
 

4 Comentários

  1. Adorei o post! Principalmente, porque acho que vou conseguir fazer todos os países que ele indicou e ainda incluir mais! De acordo coma quantidade de dias que o Amilton sugeriu 🙂